Morador de rua e assassino

As imagens registradas por uma câmera de monitoramento são fortes, e mostra o momento exato de uma agressão, um homem que carrega algo nas mãos dentro de uma sacola se aproxima da vítima que dorme debaixo de uma marquise e difere dois golpes na cabeça dela, ele deixa o local, mas decide voltar e repete a ação.

Militares que passavam pelo local acionaram o Samu, no local ficaram a mochila e os cobertores do homem de 34 anos, a área foi isolada para o trabalho da perícia. A polícia percorreu vários prédios da região em busca de imagens que pudesse ajudar na identificação e localização do autor.

O homem foi preso cerca de 2 horas após o crime no bairro funcionários, um bairro da Capital de Belo Horizonte, ele estava com os objetos usados nas agressões. Segundo os militares ele golpeou a vítima com uma panela de pressão, que estava dentro de um saco juntamente com duas facas e um pedaço de vergalhão.

A polícia militar afirma que já estava atrás desse homem que é suspeito de cometer de 4 a 6 homicídios de moradores de ruas em Belo Horizonte desde 2019 e ele age sempre da mesma maneira.

Nas imagens registradas por outra câmera mostra quando um homem sobe a rua e tira algo da sacola, com um objeto nas mãos ele bate por três vezes na cabeça da vítima e depois vai embora, o morador de rua de 57 anos não resistiu e morreu.

O suspeito que também é morador de rua foi levado para a central de flagrantes onde foi questionado sobre os crimes. De acordo com um policial, o homem iniciou o depoimento dizendo algo como justiça, apontando para cima, como se fosse a justiça divina o que ele faz.

Contudo posteriormente ele havia negado dizendo que não cometeu o crime e que estava em legítima defesa, no final das contas ele tentou fugir da polícia e estava bem ciente de suas ações. O homem foi levado pela polícia Militar e aguardará detido o julgamento.

Nota-se que câmeras de segurança foram essenciais para coletarem provas, os equipamentos de monitoramento são muito úteis quando a investigação é de risco, por isso todos esses recursos são essenciais para desempenhar um trabalho com perfeição e cuidado, e ao final da investigação o resultado é sempre surpreendente.

Parecem coisas de cinema, não é? -Mas os detetives particulares trabalham com vários recursos tecnológicos no intuito de desvendar os mais difíceis mistérios, dando ao cliente todos os resultados relevantes esperados e com total perfeição e sigilo.

×