Eridan, um inocente preso por 7 anos

Conheçam a história de Eridan Constantino, um home de 32 anos de João Pessoa que após sete anos de prisão foi solto no último dia 31 de julho.

De acordo com a TV afiliada da Rede Globo em Paraíba, Eridan foi acusado de latrocínio e foi preso em 2011e absolvido em 2013 pelo Tribunal de Justiça da Paraíba.

Porém o alvará de soltura não foi cumprido, em relatos Eridan diz ter passado por muito sofrimento e dor, mas que através da sua fé ele estava tomando posse de sua vitória, se referindo a sua liberdade.

Ainda concluiu que Deus enviou anjos para descobrir toda a verdade em que o manteve preso por tanto tempo, mesmo ele sendo inocente.

Os anjos que se referiam eram os advogados responsáveis pelo caso que descobriram que o alvará de soltura já havia sido expedido há muito tempo.

Muitos que cumprem pena no Brasil não tem um devido acompanhamento por falta de investigação e de uma defesa técnica e que só depois da contratação desses advogados é que foram verificar que havia um erro que poderia ter sido verificado antes.

Todo esse processo começou com um assalto em José Américo, um bairro de bairro de Paraíba em 2011, quando uma vítima teve seu celular roubado e foi esfaqueado até a morte.

Quando ocorreu esse latrocínio, que é o roubo seguido de morte, a polícia chegou a prender Renato Lira, réu confesso, só que o mesmo, apontou Eridan como comparsa. Ele foi condenado a uma pena de 20 anos de reclusão por latrocínio.

O caso foi julgado pela Câmara Criminal do TJ-PB dois anos depois, que solicitava a soltura de Eridan por falta de provas, pois o que eles tinham em mãos contra Eridan era só o depoimento de Renato.

Eridan foi absolvido por unanimidade pelo órgão que expediu o alvará de soltura no mesmo dia, porém o documento nunca havia chagado a Vara de Execuções Penais, fazendo com que Eridan passasse por diversos presídios de segurança máxima mesmo sendo inocentado de um crime que não cometeu.

Eridan diz que agora é uma nova vida, que quer trabalhar, porém lamenta as dificuldades de um ex presidiário de entrar para um mercado de trabalho, por ter um histórico criminal, mesmo que tenha sido inocentado da acusação.

Nota-se a importância dos serviços prestados por esses profissionais da área de investigação. A coleta de provas favorece toda a ação judicial para comprovar quem de fato merece estar detido.

E somente com Detetive Particular e um advogado, você terá total confiança de que erros acontecem, mas podem ser corrigidos com provas concretas.

×