Crime sexual por vingança

Um homem que cometeu um crime bárbaro para atingir a esposa, que após ter agredido a companheira Wesley Borges, correu até a escola da enteada e raptou a menina de apenas 11 anos de idade, além das ameaças de morte a criança, homem também comete crimes sexuais, que ao retirá-la da escola, a levou para um motel no centro de São Paulo.

No dia seguinte Wesley devolve a criança para a avó materna como se nada tivesse acontecido, mas como a avó era esperta, notou que algo havia de errado com sua neta e chamou a polícia.

Um dos piores sentimentos sofridos por uma mãe é não conseguir proteger sua filha. A mãe relata que o que Wesley fez não tem perdão e que ele poderia tê-la matado, mas mexer com a inocência de uma criança é algo imperdoável.

Wesley convivia com a menina desde os 3 anos de idade e sua intenção era fazer com que sua companheira sofresse e para isso, atacou o que ela mais amava, a filha de 11 anos. A mulher sabia do histórico violento que o marido carregava, dentre eles, assassinato, roubo, tráfico, agressões físicas e psicológicas.

Mesmo com uma ficha extensa, a mulher conta que o relacionamento entre os dois sempre foi bom, exceto uma vez em que quase morreu nas mãos do companheiro, uma vez que levou uma facada na cabeça e teve que levar 11 pontos por causa do ferimento.

A mulher ainda relata que tinha um pensamento de que ele não a feriu por que quis, mas sim porque ele havia ingerido remédio com drogas e estava incapaz de raciocinar. Pela tentativa de homicídio, Wesley ficou 2 anos preso em um manicômio judicial, e apesar de todo o acontecido, a mulher se manteve do lado dele.

A relação entre padrasto e enteada, parecia ser de carinho, até porque a menina o chamava de pai, desde os 3 anos até o acontecimento dos fatos. A mãe da garota relata que o comportamento do marido para com a filha era de respeito e que ela nunca havia tido motivos para tal desconfiança.

O desentendimento que o levou a cometer o crime de abuso sexual foi por pura vingança, porque ele não aceitava que sua companheira trabalhasse fora, e mesmo sabendo dessa decisão, a mulher saia para procurar trabalho porque queria ser mais independente e ajudar o marido em casa.

Só que ele não aceitava e depois disso começou a mostrar a verdadeira face de um homem violento. Por ter sido agredida por Wesley, a mulher decide se separar, mas ele não aceita e ameaça a menina de morte caso a mãe não voltasse com ele. Assim que a enteada seguiu para a aula, Wesley tentou matar a companheira, em seguida foi para a escola para raptar e abusar da menina.

Essa realidade tem prejudicado muitas famílias, independente da raça, da renda e da idade, se são jovens, crianças, mulheres ou idosos, a violência doméstica e o abuso sexual faz novas vítimas todos os dias e a cada minuto.

Brasil Investigações

Com tantas solicitações nesses casos e satisfações dos nossos serviços prestados no mercado investigativo, a Brasil Investigações abre mais um escritório amplo, para oferecer aos nossos clientes mais comodidade nos serviços de assessoria jurídica, civil e particular. Conte com nossa experiente equipe de detetives particulares, estaremos a inteira disposição, entre em contato e saiba mais.

×