Sumiu após enviar foto íntima

Welton Melo de 40 anos, que mora com a mãe na Zona Leste de São Paulo, no dia 14 de setembro do ano passado as 10 horas da manhã sai de casa para comprar remédio controlado em uma farmácia. Welton tinha apenas R$10,00, a identidade e a receita do remédio nos bolsos e depois disso não volta mais.

A família de Welton, percebendo a demora do rapaz, pega o celular do homem que estava guardado em uma gaveta do quarto, por sorte não tinha senha, começaram a verificar as mensagens na intenção de descobrir algo que pudesse indicar o motivo do desaparecimento de Welton.

Começaram a ler as conversas, e em uma das mensagens aparece uma foto íntima que Welton teria enviado para uma moça, até aí a família achou normal, começaram a ler toda mensagem a baixo relacionado a foto que o homem enviou e percebem que o sumiço de Welton pode estar relacionado com aquele envio.

Nas mensagens que ele trocava com a moça, uma segunda pessoa entra na conversa, e nela estava os seguintes dizeres: “e aí bichão, quem está falando aqui é o marido dela, porque essa foto que você tirou do pênis, você mandou pra ela? Estava mexendo no telefone dela e vi, isso daí o que é?” em seguida faz uma ameaça, que se ele sonhar que Welder está conversando com ela novamente que ele iria pagar. Welder responde em seguida: “ok desculpa, eu não falo mais”, e some dias depois.  

Dois meses se passou, e a mãe Luzinete só quer saber onde o filho está e relata que se sente incomodada com as mensagens que leu no celular de Welton que pode se tratar de uma emboscada.

Entraram em contato com a mulher casada, que diz ter visto o homem a muito tempo, que desde que o marido descobriu, eles não se falam e ela teria bloqueado Welton nos aplicativos de mensagens, a mulher diz estar surpresa com o sumiço do rapaz.

A mãe Luzinete acredita que tudo vai passar e que o filho voltará para casa contando todo o rumo da história, que até o momento não se tem mais notícias do caso Welton.

Brasil Investigações x Pessoas desaparecidas

Nem todos os estados do Brasil disponibilizam dados precisos sobre qualquer desaparecimento, também não existe um dado oficial da quantidade exata das pessoas que estão verdadeiramente desaparecidas.

Nossa agência possui ferramentas modernas, canais de contato e acesso a bancos de dados atualizados para auxiliar na busca e no rastreamento de pessoas desaparecidas ou foragidas. 

Ligue para um de nossos consultores.

×