Dona de loja de materiais de construção é agredida por marido em Manaus

Brasil Investigações - Detetive Particular > Blog do Detetive Particular > Uncategorized > Dona de loja de materiais de construção é agredida por marido em Manaus

Em Manaus, capital do Amazonas uma empresária de 41 anos, dona de uma loja de materiais de construção foi espancada pelo próprio marido no dia 06 de agosto. As agressões foram registradas por uma câmera após a desconfiança de infidelidade de seu marido Cleiber de Castro Costa de 43 anos.

Anterior as imagens de agressão, é possível ver que Cleiber abraçava e beijava uma de suas funcionárias e o que parece é que o caso extraconjugal do marido não havia começado ali e nem tinha a intenção de parar por ali até ser descoberto por sua esposa.

Ao perceber que foi descoberto, o homem ficou muito violento e passou a agredir Wilma Souza Costa, mas o que tudo indica é que Wilma, nunca teve um relacionamento saudável, e que a violência era constante.

Diversas vezes minha mãe denunciou o caso a polícia através do código penal da Lei Maria da Penha, só que por medo ela não saia de casa, sofria diversas ameaças por ele, principalmente que se fosse embora iria matar a filha e seu neto de 4 anos.

Wilma conviveu com Cleiber durante 7 anos, e entre as brigas ela tentava sair de casa, mas recebia agressões dobradas, a ponto de desmaiar, entre elas também havia tentativa de perfurações de facas por todo o corpo.

Em relatos, a filha disse que nunca havia percebido nada, até ver sua mãe mudar a forma de se vestir, passando a usar roupas mais compridas na intenção de cobrir os hematoma e que em  um momento de distração, pegou a mãe tomando banho e se assustou com tantas marcas em seu corpo.

Foi assim que ela resolveu ajudar a mãe instalando uma câmera escondida no depósito e no vídeo é possível mostrar o momento em que Cleiber parte pra cima da vítima com pontapés, tapas e socos, viralizando as imagens pela internet.

Após a prisão do agressor, Wilma conseguiu uma medida protetiva, mas mesmo com essa medida, a família teme por represálias. Antes de ser preso, a comunidade revoltada com as agressões queria linchar Cleiber, mas a polícia chegou a tempo.

Brasil Investigações

Deixe os cliques nas mãos de quem entende do assunto, nós da Brasil Investigações estaremos a disposição para lhe atender e auxiliar da melhor forma, tudo no maior sigilo. Entre em contato agora mesmo e saiba mais sobre nossos serviços.

×