Câmera grava abordagem e fuga de estuprador

Algemado e de cabeça baixa, Fernando tenta se explicar, o homem foi preso em flagrante depois de abusar sexualmente de uma criança de apenas 11 anos.

As imagens chocantes de um ataque brutal, um registro da ação de um pedófilo que agiu em plena luz do dia e na frente da casa da vítima. Uma menina indefesa, que a mãe revoltada com o acontecido relata que jamais imaginaria que pudesse acontecer isso com sua filha.

Um carro preto se aproxima da casa, o motorista estaciona e desce do veículo, o homem está bem vestido, olha em volta e finge estar procurando algum problema na roda dianteira do carro, tudo faz parte do plano. A mãe diz que acredita que o criminoso já conhecia o trajeto completo da vítima.

Pouco tempo depois a vítima chega, voltando da escola, ela caminha pela rua em direção a casa, o homem se aproxima e faz uma pergunta, ela responde e se afasta, mas o suspeito insiste em se manter próximo, tudo indica que ele aguardava um momento de descuido da menor para então agir.

Quando a vítima abre o portão na intenção de se afastar do homem é surpreendida, o suspeito a segura e a empurra para dentro da casa, ele fecha o portão e começa os abusos. Além de toda ação registrada por câmeras de segurança do lado de fora da casa, a fuga também foi registrada.

Logo que sai do portão o suspeito entra dentro do carro, a vítima está apavorada, que mesmo atordoada tenta pedir ajuda, porém o criminoso a chama pela janela do carro para fazer mais uma ameaça, exigindo que ela não conte a ninguém, em seguida da partida no carro e vai embora.

A vítima para uma moça e pede ajuda, momentos depois a avó da menor que mora na casa ao lado abre o portão, e quando recebe o abraço da avó se entrega ao choro desesperador. O ato não durou mais que cinco minutos, mas o que o criminoso não contava é que a chegada, a abordagem da vítima e a fuga dele no local era registrado por uma câmera de monitoramento da casa onde a menor morava.

Foram justamente essas imagens que ajudaram a família e a polícia procurar o suspeito. Fernando Rodrigues de 25 anos era o criminoso, a família acionou a polícia logo depois do ataque. Eles começaram a percorrer as ruas do bairro em busca do carro, a poucos quarteirões da casa o veículo foi localizado.

Moradores e comerciantes do bairro disseram que o carro pertencia a Fernando, e que ele havia acabado de estacionar o veículo e saído do local. A polícia seguiu as pistas que conseguiu ao longo do trajeto e chegou até uma loja que fica a cerca de 2 km da casa da vítima.

Foram informados de que era lá que o suspeito trabalhava, depois do acontecido, Fernando chegou até a loja e teria seguido o dia atendendo clientes normalmente como se nada tivesse acontecido. Quando a polícia chegou, chamou o gerente da loja e mostraram a ele as imagens coletadas onde o suspeito aparecia.

O gerente não teve dúvidas e reconheceu que o homem nas imagens era mesmo o Fernando. A polícia foi então na direção do homem que estava em atendimento e o abordou, mas em primeiro momento negou todas as acusações, mas ao vistoriar o armário dele, foram encontradas as roupas que estava usando na hora do crime.

Depois disso ele confessou e foi preso em flagrante, Fernando é estudante de direito e tem namorada. A mãe da vítima teme que ele seja solto e acredita que aparecerão novas vítimas. A menina está passando por acompanhamento médico e tenta aos poucos retomar a rotina, mas esse é um trauma que nem ela e nem a família nunca vão esquecer.

×